• Wix Facebook page
  • Wix Google+ page

Relação com os escritores independentes:

O Brasil é rico na diversidade e quantidade de escritores de todos os gêneros e estilos literários. Porém, o precário e pequeno mercado editorial não inclui a grande maioria. Esta maioria é composta pelos escritores independentes.

Não há apoio para pesquisa e escrita, muito menos para editar, imprimir, divulgar e vender livros. A Alternativa estimula a ALB | RS a propiciar atividades literárias que construam saídas comuns para que a literatura independente nacional chegue aos leitores brasileiros. Para atingir este fim,

é necessária a cooperação entre as entidades e academias literárias.

Caravanas Literárias:

Caravanas Literárias é um projeto instituído em 2018 com pleno sucesso. Consiste em realizar eventos em cidades do estado com a participação dos Acadêmicos Imortais da ALB | RS.


Um grupo literário originado de diferentes lugares inicia a Caravana com

uma palestra interativa e declamação de poesias e textos para estudantes

e professores do ensino médio. Debate-se a importância de ler, o contexto cultural e literário, a produção independente e políticas locais de apoio para escritores e leitores. Na parte final, ocorre uma emocionante sessão de declamação com intensa interação entre alunos e escritores.


As atividades se complementam com a reunião com lideranças e autoridades locais para estabelecer metas e projetos de apoio à leitura e aos escritores independentes. O fecho de ouro ocorre em um almoço ou janta de confraternização comunitária.


Em 2018, as Caravanas Literárias da ALB | RS visitaram Cruz Alta, Lajeado e Porto Alegre, todas no Rio Grande do Sul.

Fotos dos eventos

Você conhece a Academia de Letras do Brasil | Seção Rio Grande do Sul?

A Academia de Letras do Brasil |

ALB é uma entidade literária

nacional composta pelos

Acadêmicos Imortais. A academia

é um espaço coletivo que estimula

a reflexão e a ação cultural dos escritores independentes. E

ajuda a organizar as demandas

para escrever, publicar, divulgar

e vender livros.

A ALB, para além de reconhecer

o mérito da trajetória literária, propicia um ambiente de debate e construção de projetos. Os desafios dos escritores independentes são enfrentados por cada um com suas próprias forças isoladas. Podemos

e devemos unir forças e representatividades.

A entidade está presente em

todos os estados, através de

seções estaduais, regionais e municipais. ALB | RS é a seção gaúcha da academia, situada no

Rio Grande do Sul.

A Editora Alternativa apoia e faz parceria pelo fortalecimento da academia, pois acredita na união, reflexão e ação dos escritores independentes como decisivos

para a literatura nacional.

Projetos em conjunto

Selo escritor independente:

Coletâneas IMORTAIS:

Apenas a união e a cooperação entre escritores independentes podem abrir novos caminhos no mercado editorial. A pujança, diversidade e qualidade desta produção literária necessita que haja articulação para catapultar os

livros entre milhões de leitores brasileiros.

Os Acadêmicos Imortais estudam um projeto para constituir uma rede de cooperação para divulgar e comercializar livros através de um Selo Independente que identifique suas produções literárias.

Frente a um mercado literário frágil e pequeno, uma das ferramentas

mais poderosas dos escritores independentes é a coletânea. As coletâneas são obras cooperativadas com a participação e financiamento de centenas

de escritores. Assim, propiciam uma enorme exposição dos autores e

seus textos, além de formatarem sistematicamente um caleidoscópio de diversidades de estilo e de cultura brasileira.


A Academia de Letras do Brasil associou-se com a Editora Alternativa para lançar o maior e mais abrangente projeto de coletânea no país. Trata-se das coletâneas já lançadas IMORTAIS I, em 2017, e IMORTAIS II, em 2018, com

mais de 150 escritores em cada obra. A coordenação é do presidente e fundador da ALB, Mário Carabajal Lopes, e a organização cabe ao editor

da Alternativa, Milton José Pantaleão Junior.


Em 2019, será lançada a IMORTAIS III.